Multiculturalidade e RH

Vivemos a globalização no cenário comercial, onde a livre iniciativa e a concorrência são fatores preponderantes na economia atual, o que torna indispensável para as corporações obter o seu crescimento com base nestas premissas e estender seus mercados de atuação para que possam sobreviver, pois na era da informação, que é multicultural, a versatilidade é tão importante dentro do conceito de multiculturalidade[1] que se torna a sua base. Ciente dessa realidade, a Área de RH tem o enorme desafio de conciliar esse cenário plural em prol do crescimento da corporação, mas como?

O fator primordial é difundir para a equipe a ideia da multiculturalidade, e motivá-la ao exercício desta consciência, inicialmente, estimulando-a ao conhecimento de outras culturas por meio da aquisição de outros idiomas, assim quanto maior o envolvimento da equipe neste processo, mais fácil será para a empresa atuar dentro de um mercado globalizado. Outra alternativa é propiciar a troca de experiências entre os funcionários da matriz e das filiais estrangeiras e criar programas de trabalho temporário no exterior. Além do benefício do aprendizado de um outro idioma, a convivência em outro país abrirá novos horizontes culturais ao intercambista.

Aspectos positivos e negativos da multiculturalidade:

• Aspectos positivos: a multiculturalidade leva à relação de várias pessoas diferentes, ou seja, ao contato de várias culturas diferentes e isso pode ser tomado como um aspecto positivo na medida do enriquecimento pessoal de cada pessoa.

• Aspectos negativos: existem culturas preconceituosas relativamente a outros tipos de culturas o que pode gerar conflitos entre os povos.

Por que incentivar a multiculturalidade?

Existem muitas corporações que promoveram sua expansão em países, esperando que estes se moldassem à sua cultura, vitimando a corporação ao insucesso, portanto a corporação é que deve adaptar-se à cultura do país, para assim ter seus produtos e serviços distribuídos a vários mercados e suas marcas difundidas, devendo preservar, respeitar e compreender os hábitos das comunidades do mercado a ser explorado, sejam eles comportamentais ou mercadológicos, onde não haja paradigmas de um mercado para outro, sendo vital um estudo detalhado de um mercado antes de abordá-lo, considerando-se que a má apresentação de uma marca poderá comprometê-la e até destruí-la, esgotando, assim, as possibilidades de obter-se o êxito que se almejava.

O mesmo tratamento dado para uma mesma marca, seus produtos e serviços, sem levar em consideração as diferenças culturais de cada região, é um risco para projetos mundiais. Para que se respeite as diferentes culturas, a empresa deve contar com colaboradores multiculturais, capazes de compreender a cultura de uma determinada comunidade e adaptar o projeto a ela, com o menor impacto negativo possível.

[1] A multiculturalidade é um termo utilizado para descrever a existência de variadas culturas numa certa cidade, região ou até mesmo país, sem que nenhuma dessas culturas predomine sobre as outras, diz respeito ao FATO de existirem diferentes culturas numa mesma sociedade. É DESCRITIVO.

 

Danio Bezerra Rebouças
Professor de Idiomas – Desenvolvimento de Pessoas
Recursos Humanos  – ACCIONA Infraestructuras Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *